Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

The comeback

Porque ainda assim quero continuar este blog, escrevo sobre um regresso.

Uma banda dos finais de 80, inícios de 90, chamada Prefab Sprout.

Composta por Paddy e Marty Macaloon, Neil Conti e Wendy Smith.

Paddy é considerado pelos críticos como um dos mais sobestimados e geniais cantores e letristas do final do século XX. Com letras subtis, maduras, ecléticas e algo excêntricas (e talvez seja essa a razão porque nunca tiveram muito sucesso nos Estados Unidos).

 

Lions In My Own Garden (Exit Someone) foi o seu primeiro lançamento que, graças à boa recepção inclusive por John Peel, resultou num contrato com uma subsidiária da CBS.

Swoon, em 1984 foi o álbum de estreia para o quarteto.

Apesar de ainda mostrarem um som embrionário com músicas difíceis de gostar à primeira, alguns já podiam antever o futuro desta banda.

Steve McQueen (nos EUA Two Wheels Good), de 1985, produzido por Thomas Dolby (outra figura dos 80's, criador de música electrónica e autor do maravilhoso The Golden Age Of Wireless).

 

Este disco abriu os Prefab Sprout a um público mais vasto mas em 1988 há uma mudança de estilo. From Langley Park To Memphis tem em The King Of Rock n' Roll e Cars And Girls os seus maiores êxitos.

Como o nome sugere, este álbum representa uma viagem à cultura norte-americana, com referências a Elvis e Bruce Springsteen. Apesar do maior sucesso, a banda reconhece que este disco fica aquém do anterior (sentimento partilhado pelos fãs dos trabalhos anteriores) e tenta compensar no próximo, Jordan: The Comeback. Mas antes disso a CBS recupera uma gravação anterior a Steve McQueen e lança-a com o título de Protest Songs.

 Próxima de Steve McQueen em termos de sonoridade, é a forma que a editora arranja para acalmar os fãs dos Sprout.

É já em 1990 que sai Jordan: The Comeback, o meu preferido (cresci a ouvir isto e é dos primeiros discos pelos quais me apaixonei) e bastante eclético.

 

Um daqueles para ser ouvido com atenção às letras (se é que, no caso desta banda, não são todos).

Mas a produção e estrutura do disco (que funciona melhor em conjunto) não levou este trabalho aos tops de vendas, apesar de ser adorado pela crítica.

Pouco depois Conti abandonou a banda mas Paddy continuou a escrever e gravar.

Andromeda Heights, de 1997 foi uma desilusão para os fãs e críticos.

 

Apesar de manter o nível habitual dos Prefab Sprout, não acrescentou nada mais, nem era uma espécie de concept-album como o anterior.Wendy Smith deixou a banda depois de engravidar, deixando Paddy e o irmão, que ainda assim lançaram The Gunman And Other Stories, pela EMI, em 2001.

 

Um tributo ao Oeste Americano, produzido por Tony Visconti, considerado por alguns um álbum sobvalorizado e por outros um dos piores trabalhos do grupo.

Mas agora, depois de uma doença que afectou a visão e audição de Paddy Macaloon, surge Let's Change The World With Music, um disco gravado depois de Jordan: The Comeback que andou perdido até ter sido lançado em Setembro.

Neste disco Macaloon parece ter encontrado Deus. Inteiramente composto com sintetizadores, é a versão "demo" sem a presença de Marty ou de Wendy. Um disco que celebra o que a música tem de bom, com imaginário cristão, um concept-album como o que os fãs desejavam a seguir a Jordan: The Comeback.


publicado por Registos Sonoros às 12:29
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Blog de novidades sobre música indie/alternativa.

Mail

contacto

links

Registos arquivados

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Subscrever